Dia Internacional da Mulher é marcado por homenagens e ações na Secretaria Municipal de Saúde de Vieirópolis CONFIRA!

SAM_0009

 

 

A Prefeitura Municipal de Vieirópolis, através da Secretaria Municipal de Saúde promoveu sábado (18), uma ação para celebrar o Dia Internacional da Mulher, direcionada para servidoras da secretaria municipal de saúde e a população em geral. Estiveram presentes ao evento o prefeito municipal Célio da Usina, o ex-vereador e ex-candidato a vice-prefeito, empresário Biri, médico Ricélio Oliveira, a secretária municipal de saúde, Adriana Victor, secretária de Ação Social, Eugênia Pamplona, médico Felipe Rocha, coordenadora do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), Dra. Gorete Sarmento, secretário executivo da Secretaria Municipal de Educação e cerimonialista, Joaquim Amâncio e técnicos da Secretaria Municipal de Saúde.

PROGRAMAÇÃO

Em uma ação visando oferecer à comunidade vieiropolense um trabalho de prevenção do câncer de mama a Secretaria Municipal de Saúde de Vieirópolis– PB através da Unidade Móvel de Mamografia Digital “Amigos do Peito”, realizou exames preventivos contra o câncer de mama.

A secretária de saúde, Adriana Victor, avalia como muito importante a ação preventiva contra o câncer de mama e alerta: “caso seja diagnosticado a tempo, o problema tem cura”, adverte a secretária.

O Projeto Amigo do Peito é uma unidade móvel para realização do exame de mamografia, dotada de equipamentos modernos e instalações climatizadas e adequadas para proporcionar conforto, higiene, segurança e rapidez no atendimento aos pacientes.O câncer de mama, de acordo com o Ministério da Saúde, é a maior causa de morte entre as mulheres brasileiras, além de ser o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo. Houve a realização de ultrassonografia com o Dr. Felipe Rocha. Atendimento ambulatorial com o médico Ricélio Oliveira. Aferição de pressão arterial e teste glicêmico. Solenidade de entrega da chave do prédio da Secretaria Municipal de Saúde e da sede do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), pela coordenadora Dra. Gorete Sarmento. Realização de uma palestra a cargo da assistente social, Socorro Ferreira. Sorteios de brindes.

Na oportunidade houve a entrega de comendas a duas personalidades vieiropolenses. A matriarca D. Nazaré Vieira a primeira mulher a se candidatar ao cargo de vereadora pelo PTB em 1963 em Sousa representando o Distrito de Serra Branca, hoje município de Vieirópolis. D. Maria Nazaré Vieira abriu as portas da política sousense para que outras mulheres participassem diretamente de eleições como candidatas.

Dona Nazaré Vieira “a dama vieiropolense” é uma figura humana bastante carismática, determinada, abnegada e querida em Vieirópolis. D. Nazaré Vieira é uma mulher rica de coragem, espirituosa e generosa. Uma mulher talhada para os desafios do dia a dia e habilidosa para suplantar dificuldades. Sua alegria, seu destemor, sua sabedoria de vida, fé e resistências são suas marcas.

É público que antes de 1963, ninguém do sexo feminino pleiteou mandatos eletivos em Sousa. D. Nazaré Vieira foi uma mulher à frente de seu tempo, assim como Alzira Soriano que foi a primeira escolhida pelo povo para um cargo executivo no país (em Lajes-RN); a primeira prefeita de uma capital, Maria Luiza Fontenele, de Fortaleza; ex-prefeita de São Paulo, a paraibana de Uiraúna, Luíza Erundina e Dilma Rousseff eleita a primeira mulher presidenta do Brasil. D. Maria Nazaré Vieira pertence à tradicional família Vieira do município de Vieirópolis. D. Nazaré Vieira é avó do Presidente da Câmara Municipal, vereador Antonio Adelino de Oliveira Neto – Neto de Santa.

Outra homenageada foi a educadora Maria Moreira, com relevantes serviços prestados à educação vieiropolense.

A LEI DO FEMINICÍDIO É UMA CONQUISTA PARA AS MULHERES

Sancionada no dia 09 de março de 2015 pela Presidenta Dilma Rousseff, a Lei 13.104/2015, a Lei do Feminicídio define como crime hediondo a morte violenta de mulheres por razões de gênero. O conceito surgiu na década de 70 para dar visibilidade à discriminação, opressão e desigualdade contra as mulheres, que em sua forma mais extrema, culmina na morte.

A Violência Doméstica e a Lei Maria da Penha

 

Há muito tempo que o Brasil vem lutando contra o problema da violência doméstica e familiar contra a mulher. A Lei n° 11.340/06 (Lei Maria da Penha), introduziu modificações importantes dentro do ordenamento jurídico brasileiro, criando mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher. Apesar da Lei Maria da Penha ainda é assustador o número de casos de violência contra a mulher.

 

 

FOTOS!

 

 

 

 

 

Abdias Duque de Abrantes

Jornalista MTB-PB Nº 604

zap-o-diario3